CONTEÚDO ANDA

Incêndio na Espanha tem lince ibérico como primeira vítima mortal

O lince vivia perto da área que foi tomada pelas chamas. As autoridades espanholas afirmam que os outros animais que viviam no local estão bem.

150

27/06/2017 às 09:00
Por Sophia Portes, ANDA

Uma fêmea de lince ibérico morreu após um incêndio que ocorreu neste sábado (24) no Parque Nacional de Doñana, no Sul da Espanha. Homer, como era chamado o lince, foi resgatado, mas acabou falecendo neste domingo (25), por conta do estresse gerado pela situação.

Lince Homer morreu por conta do estresse que o incêndio causou

Lince ibérico é o felino mais ameaçado de extinção (Foto: Reuters)

O centro de cativeiro El Acebuche, que atua como um santuário de animais selvagens, foi tomado pelas chamas próximo a região do Parque Nacional de Doñana. As autoridades responsáveis pelo local decidiram, então, levar os animais para um local seguro, longe do incêndio. Foram resgatados 14 linces, entre cinco filhotes e nove adultos, e outros 13 linces adultos foram libertados para espancarem em caso de alastramento das chamas.

Segundo o protocolo, a instituição deveria abrir as portas para que os animais fugissem em caso de incêndio. Em comunicado, o centro informou que vai analisar o ocorrido para ver quantos animais escaparam e tentar resgatá-los em caso de risco.

A lince Homer vivia no local desde junho de 2013, quando foi resgatada ferida e acabou ficando cega. No anos de 2015 e 2016, ela teve filhotes, mas somente alguns sobreviveram. A organização publicou este mê um vídeo de Homer com seus filhotes. Veja a seguir:

Lince ibérico

Segundo o jornal El País, a espécie de lince ibérico é a mais ameaçada de extinção do mundo, dentre os felinos. Um censo de 2016 informou que havia apenas 483 linces ibéricos pelas regiões da Espanha e Portugal.

Gostou? Colabore com a ANDA Saiba como