CONTEÚDO ANDA

Animais sofrem com falta de recursos em abrigo em Nova Santa Rita (SC)

Falta de alimentos, água e muitos animais debilitados são algumas das denúncias feitas contra a organização.

242

24/06/2017 às 19:00
Por Sophia Portes, ANDA

O abrigo Amores de Rua, localizado no bairro Caju, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, está sendo alvo de críticas de ativistas da causa animal.

Cadela marrom muito debilitada

Segundo denúncias, há muitos animais debilitados sem tratamento no abrigo (Foto: Reprodução / Facebook)

“O lugar está superlotado para o espaço, é uma casa com 65 cães e 11 gatos. Há muita sujeira, cães com sarna misturados com sadios, muitos desnutridos e filhotes contaminados com cinomose”, afirma a protetora de animais, Elisa Zorn.

Cristiano Moraes, vereador de Canoas, também visitou o local para checar a situação e afirma que há necessidade de mobilização para melhorar as condições do local.“Conseguimos encaminhar duas cabritas para um local apropriado e os gatos também serão encaminhados. Vamos fazer sessões de fotos e disponibilizar nas páginas dos projetos para adoção de animais”, explica Moraes.

Ele disse ainda que também irá promover a arrecadação de ração para alimentar os cães. “Também pedimos apoio de agropecuárias e veterinários que possam ajudar, precisamos desta mobilização”, conta o vereador.

Cadela grávida muito debilitada em abrigo de SC

Cadelinha doente que vive no abrigo (Foto: Reprodução / Facebook)

O vereador informou que levará o caso ao Ministério Público. Quem tiver interesse em ajudar com doações pode contatar os telefones 3462-4893 ou 98960-7878.

Posição do abrigo

Mayara Oliveira, de 19 anos, responsável pelo abrigo Amores de Rua, nega as acusações. “Há dois funcionários no local e nunca faltou alimentação”, afirma. Ela disse ainda que os cães diagnosticados om sarna já estão recebendo tratamento.

Ela explica também que apesar das dificuldades de se manter um abrigo, o local sobrevive com doações de voluntários ligados com a causa animal.

A Prefeitura de Nova Santa Rita informou que fará uma análise do local com acompanhamento de agentes da Secretaria de Meio Ambiente e do Centro de Controle de Zoonoses.

Gostou? Colabore com a ANDA Saiba como